Como ressignificar o fim de uma parceria comercial e recomeçar?

Decepção, insegurança, abalo financeiro: as principais consequências do fim de uma sociedade ou de uma parceria comercial que parecia ser sólida

 

No mundo dos negócios nem sempre caminhamos sozinhos. Isso porque precisamos estabelecer uma parceria comercial, seja com o sócio ou um fornecedor importante. Porém, quando somos traídos pelo parceiro de negócios, como é possível superar o trauma e refazer a rota? Saiba mais neste artigo.

Nesse sentido, já sabemos que empreender é uma jornada cheia de desafios. Por isso, quando podemos contar com um amigo de infância ou um parente que se tornou um sócio nos negócios, nos sentimos mais seguros.

Desse modo, quando encontramos um fornecedor de confiança, com o qual estamos acostumados a negociar e conseguimos extrair coisas positivas para a nossa empresa, temos a sensação de que a parceria estará blindada de problemas para sempre.

Porém, assim como em outros setores da vida, nós podemos nos decepcionar com as pessoas. Aliás, você já deve ter ouvido falar que a decepção vem das pessoas mais próximas do convívio, não é mesmo?

Isso porque depositamos nossa confiança numa parceria comercial que poderá se tornar frustrada. Logo, entre os motivos para isso estão:

  • traição comercial;
  • fraude;
  • desistência da sociedade;
  • união com o concorrente;
  • roubo de projetos;
  • fofoca;
  • exposição de algo pessoal.

Portanto, se você passou por essa situação e literalmente perdeu o seu chão, o seu porto seguro e a paz interior, continue lendo este artigo para saber como é possível ressignificar a situação.

O que Walt Disney pode nos ensinar sobre o fim de uma parceria comercial?

Mas você sabia que o personagem Mickey Mouse nasceu após uma grande decepção nos relacionamentos comerciais do conhecido Walter Elias Disney, ou simplesmente Walt Disney (1901-1966)? Descubra como!

O personagem central dessa história nasceu em Illinois, nos Estados Unidos, e passou sua infância numa fazenda. Mas descobriu que sua paixão era a ilustração e, por isso, trabalhou como ilustrador em jornais, abrindo uma pequena firma que faliu em pouco tempo.

Contudo, quando ele se uniu ao irmão, Roy, mudou-se para Hollywood e abriu a Disney Brother’s Studio. Suas principais produções foram a série Alice Comedies e o personagem Oswald, o Coelho Sortudo.

Mas parece que a sorte não acompanhava Disney. Assim, ele foi traído pela sua distribuidora Margaret Winkler, uma parceira comercial de Disney que roubou seus personagens, sua equipe de desenhistas e as suas encomendas. Portanto, só para complementar, Disney não tinha assinado seu nome nas peças criadas.

Porém, ele ressignificou a situação e usou sua frustração para criar o personagem que o levou ao sucesso: Mickey Mouse. Sua história de sucesso, portanto, é conhecida. Dessa forma, ele se tornou o ícone do entretenimento no mundo.

Vencer o trauma e resolver os problemas financeiros é possível?

Nesse sentido, como diz a sabedoria popular, só não se dá jeito para a morte. Portanto, mesmo com o fim de uma parceria comercial, e os consequentes prejuízos financeiros, é possível recomeçar!

Por consequência, em tempos de crise é necessário reavaliar seu posicionamento, ressignificar a situação e acreditar que algo excepcional está por vir.

Para concluir, o fim de uma parceria comercial com um sócio ou o afastamento de um fornecedor muito importante não pode derrubar seu sonho de ser um empresário ou empresária.

Por isso, saiba como superar o trauma com a hipnose clínica. Portanto, para mais informações acesse o site do IPTE (Instituto Paulista de Tratamento Emocional).

 

Iran Moura

Fundador do Instituto Paulista de Tratamento Emocional, pedagogo, hipnoterapeuta formado pela OMNI e coach comportamental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *